Carrinho

Frequência e Diversidade de profissionais na terapia

Frequência e Diversidade de profissionais na terapia

Outra coisa que precisamos mudar:
Terapia fonoaudiológica deve ser realizada uma vez por semana, ou duas vezes por semana!!
Para APRAXIA DE FALA, e principalmente para o casos graves (Apraxia tem níveis de gravidade!!) a terapia intensiva é muito importante. Para quem mora em SP, e em outros lugares, sabemos que o trânsito é complicado, os deslocamentos – então, conseguir 3 a 4 vezes por semana, ok! Mas, os pais precisam saber o que estamos fazendo nas terapias. Isso é muito importante!
Outra coisa que precisamos mudar: criança só pode ter uma Fonoaudióloga! Devido ao vínculo, etc etc etc….

Uma criança com Apraxia pode sim, ter mais Fonos (vejamos a Bia, certoFabiana Collavini?) – criança com Apraxia poderá ter, não apenas a dificuldade no planejamento motor da fala, mas também questões de linguagem, de motricidade oral, pode precisar de comunicação alternativa (como o Pecs), e aí, pode ser que ela precise do trabalho integrado de mais de uma Fono. Se tem uma Fono com muita experiência em linguagem e outra com muita experiência em M.O – por que não integrar o trabalho das duas?
Isso é possível! É preciso sempre integrar estes atendimentos e cada profissional saber o que cada profissional está trabalhando, e a família ter clareza também de todos os objetivos que serão trabalhados.
Post: Dra. Elisabete Giusti do site www.atrasonafala.com.br no facebook APRAXIA KIDS BRASIL – Grupo