Carrinho

ABC DA APRAXIA DE FALA NA INFÂNCIA

A: APRAXIA DE FALA: é considerada um distúrbio motor (neurológico)que afeta a produção dos sons da fala. Apraxia em crianças também existe ok? Não ocorre apenas em Adultos!

B: BOCA: a boca da criança parece ficar “perdida” em como falar. A criança quer se comunicar, sabe o que quer dizer, mas parece que sua boca não sabe como se movimentar.

C: CÉREBRO: o cérebro deve planejar e programar a sequências de gestos e movimentos articulatórios para produzir a fala. E na Apraxia esse é o grande desafio! O cérebro fica confuso!

D: DIADOCOCINESIA: é a capacidade que uma pessoa tem em realizar movimentos rápidos e alternados. Na Avaliação Fonoaudiológica, umas das tarefas solicitadas à criança é repetir alternadamente sequencias silábicas. Crianças com Apraxia irão falhar nesta tarefa! Sequencializar sílabas para formação de palavras é um grande desafio para elas.

E: ESPERAR. Uma criança com dificuldade no desenvolvimento da fala e especialmente, para as que apresentam Apraxia, ESPERAR pode significar perder um tempo importante de ESTIMULAÇÃO. Cuidado com a orientação: “ah espere ela ainda é muito novinha”. Sejam vigilantes! I

F: FONOAUDIÓLOGOS. Nós Fonoaudiólogos somos essenciais no tratamento de uma criança com Apraxia e para sua família também. Nossa responsabilidade é enorme. Nosso desafio é enorme e nossa Profissão é maravilhosa, é nobre…criar a oportunidade de uma criança se comunicar a torna mais humana mais inserida nesse Mundo de desafios que vivemos todos os dias!

G: GRITAR! A criança com Apraxia quer GRITAR para todo mundo, que ela sabe muito mais do que ela diz, do que ela fala, que ela entende muito mais do que podem imaginar. A angústia de não conseguir é grande e precisamos ser sensíveis a isso. Temos que tentar facilitar o caminho para elas e não deixá-lo ainda mais pesado. Cuidado com as pressões! Cuidado com as exigências e perfeições!

H: HELICÓPTERO! Uma palavra com 5 sílabas!!! Uau!! Um grande desafio. Na Apraxia quanto mais sílabas as palavras têm, mais dificuldade a criança terá, mais sequencias de movimento ela terá que planejar!!

I: IMITAÇÃO. A Apraxia acomete a capacidade de imitação da criança. A imitação global pode estar prejudicada, como por exemplo, a imitação de movimentos do corpo, de gestos até a imitação da fala. Os pais ficam na frente da criança repetindo, mas percebem que ela não consegue imitar.

J: JUNTOS. Estamos todos juntos! A criança, seu pai, sua mãe, seus avós, suas cuidadoras, suas professoras, outros profissionais da saúde. Precisamos estar todos juntos! Juntos para vencer os desafios que a Apraxia nos impõe!

K: KIDS. Kids significa criança. Sim, a Apraxia de Fala afeta crianças também!

L: LÁBIOS/LÍNGUA: A Apraxia afeta o controle motor dos lábios, da língua (a criança parece não saber como movimentá-los e não existe uma paralisia ou uma hipotonia significativa. Existe uma dificuldade de planejar, de coordenar os movimentos dos lábios e da língua.

M: METAS: nas terapias é muito importante os profissionais estabelecerem e definirem quais serão as metas. Por onde começar? Quais objetivos? Que estratégias serão adotadas para atingirmos esses objetivos? Utilizar PISTAS multissensoriais sempre é o caminho!

N: NUNCA DESISTIR. Atender uma criança com Apraxia não é uma tarefa fácil. É uma terapia trabalhosa, que desafia o profissional, que desafia a expectativa dos pais e da própria criança. Mas NUNCA, NUNCA DEVEMOS DESISTIR! Esperança, acreditar sempre!

O: OUÇA MINHA VOZ. Isso é o que toda criança com Apraxia nos pede o tempo todo! Elas querem ser ouvidas, querem ser atendidas, querem participar, querem ser incluídas na família, na escola. Lembre-se que apesar de não falarem, ou de não conseguirem falar de forma clara, elas têm muita a nos dizer, mesmo que ainda seja, pelo olhar, pelo toque, pelas mordidas, pelo choro, pela irritação! Não desconsidere a necessidade de Comunicação Alternativa.

P: PLANEJAR E PROGRAMAR. O cérebro da criança com Apraxia fica confuso! Ele não consegue planejar, programar e coordenar os movimentos dos articuladores para produzir sequencialmente os sons da fala. Nós Fonoaudiólogos atuamos justamente nesse processo, de suprir o que o cérebro a criança não está dando conta de desafio. Uau! Quanto trabalho não?

Q: QUANTO. Quanto tempo uma criança com Apraxia demorará para falar normalmente? Ou QUANTO tempo de terapia ela irá precisar? DEPENDE! Depende da gravidade do quadro, da idade, de quando foi feito o diagnóstico, da abordagem terapêutica utilizada, do envolvimento da família, do comportamento da criança…etc. É complexa essa questão!

R: REPETIÇÃO. Um dos princípios da intervenção é a Repetição. Por que repetir várias vezes os alvos que estão em treino? Para a criança conseguir criar a memória dos planos motores (para ela conseguir reter/memorizar a sequência de gestos articulatórios). Mas precisamos encontrar formas lúdicas de fazer isso para não ficar cansativo e desmotivador para a criança. Lembrem-se estamos trabalhando com crianças!! E motivação é o “combustível” para as terapias.

S: SEQUÊNCIA. A criança com Apraxia apresenta muita dificuldade para sequencializar os movimentos dos articuladores, por isso, ela acaba simplificando falando apenas silabas isoladas (geralmente as últimas) ou apenas as vogais das palavras. Estimular atividades que tenham sequencias de movimentos é sempre muito bacana!

T: TREINAR TREINAR TREINAR…Apraxia afeta o planejamento motor. E como toda habilidade motora que vamos aprender..precisamos de treino, muito treino!

U: UVA….palavras com menos silabas são mais fáceis…podemos começar com elas, ok? Outros exemplos: papa, mama, dá, pepa, ect..

V: VOLUNTÁRIO. Apraxia afeta o controle voluntário dos movimentos da fala, demanda consciência do movimento. A criança pode conseguir fazer um determinado movimento inconscientemente (por exemplo, estalar a língua, como imitando um cavalinho) mas não irá conseguir fazer o mesmo movimento sob comando (exige controle voluntário, que ela tem muita dificuldade).

W: WHEN? Traduzindo do Inglês..QUANDO? Quando minha criança irá falar? Pergunta complexa e que depende de muitos fatores.

X: EXTRA. Atividades extras, como esportes, podem ser benéficas! Tirar um cochilo, descansar um pouquinho antes das terapias…e BRINCAR..a agenda de uma criança com Apraxia é “cheia”..elas também precisar de lazer, ok?

Y: YES – SIM! Sim, o desafio é grande, mas juntos podemos vencer a Apraxia.

Z: ZANGADA. A criança com Apraxia fica zangada, irritada, desmotivada quando solicitamos algo que ela ainda não dá conta de fazer, de falar, de responder. Lembrem-se que a criança com Apraxia não fala porque ela é mimada ou porque “os pais não estimulam”. NÃO! NÃO. Elas não falam porque FALAR É UM GRANDE DESAFIO PARA ELAS.

Escrito por: Dra. ELISABETE GIUSTI. FONOAUDIÓLOGA INFANTIL. www.atrasonafala.com.br
REFERÊNCIA: Para escrever este post me basei no livro da Bridget Hill Taylor mãe do encantador Rafe Taylor escreveu o ABC da Apraxia para explicar de forma sucinta as palavras-alvos baseadas no Alfabeto para explicar o que é Apraxia de Fala.
The ABC´s da Apraxia. Bridget Hull Taylor. 2016.