Carrinho

10 sinais de Apraxia de Fala

10 sinais de Apraxia de Fala

 

Texto escrito por uma Fonoaudióloga (Laura Smith) que é mãe de uma criança com Apraxia e que descreve que sua maior angústia foi não ter conseguido identificar precocemente os sinais da sua filha.

10 sinais de Apraxia de Fala: 
* Balbucio limitado ou pouca variação (considerados “bebês quietinhos”); 
* Repertório de fonemas (sons) (por ex. só produz duas vogais ou apenas
o som do P ou M); 
* Erros ou “trocas” inconsistentes (ou seja, ora o “pato” é “pu” ora é “bi”) 
* Aumento erros ou dificuldade quanto mais extensa e mais complexas as
sílabas das palavras. 
* Omissões de sílabas, principalmente as iniciais. 
* Erros de vogais “ex. troca E por A…
* Fala “monótona”, parece que fala sempre do mesmo “jeito” 
* Perda de palavras previamente produzidas (falou por ex. “carro” uma vez e nunca mais conseguiu!”) 
* Mais dificuldade com as respostas de fala voluntária do que as 
automáticas 
* Predominância do uso de formas silábicas simples (consoante-vogal), ex. pode ocorrer da criança falar apenas uma sílaba ou apenas a vogal da palavra. 
* Outros sinais que podem estar presentes: desajeitamento motor global; dificuldade na coordenação motora fina, dificuldades alimentares (o alimento “fica parado” na boca ou recusa de alimentos); dificuldade para realizar voluntariamente sorriso, mandar beijo, (expressões faciais); dificuldade com movimentos orais (não-verbais) como movimentar a língua para cima, para os lados, fazer bico, soprar, etc.

Atenção: Nos Estados Unidos estão tendo problemas com o aumento dos diagnósticos equivocados! Importante lembrar que a Apraxia é uma alteração rara e a criança deve ser avaliada com muito cuidado. Não são todas crianças com “atraso na fala” que terão Apraxia!! 
Outro aspecto destacado no texto: a criança com Apraxia necessita de uma abordagem terapêutica intensiva e diferenciada dos outros transtornos de linguagem. Atenção Fonos!!! com aqueles pacientes que estão em terapia e sem progressos!!! 
É dever do Fonoaudiólogo, que trabalha com crianças, saber conhecer ao menos os sinais da Apraxia (isso determinará todo o futuro desta criança) e se não tem experiência, encaminhar para um profissional com experiência no assunto. Diagnóstico de Apraxia de Fala é de responsabilidade do Fonoaudiólogo! (ASHA). 
Referência: Texto retirado do Facebook Casana. 
Tradução: Dra. Elisabete Giusti .